cmo (14)
MEI pode ter direito a receber fundos do PIS/Pasep
24 de julho de 2018
10
MEI – Ocupações incluídas e excluídas
14 de janeiro de 2019

10 dicas de como negociar suas dívidas

cmo (36)

Se você tem muitas dívidas e não está conseguindo pagar, total ou parcialmente, a última coisa que você provavelmente pode fazer é negociar. Claro, existem algumas boas práticas quando se trata de negociação da dívida, incluindo a explicação da situação atual do seu dinheiro, fazendo anotações e obtendo confirmação por escrito de qualquer acordo. Aqui estão dez dicas completas para negociar.

1.Liste todas as dividas

Primeiramente liste todas as dívidas. Colocando em ordem aqueles que possui a maior taxa de juros. Monte em uma planilha com as seguintes informações:

  • Valor principal, isto é, valor que foi financiado (sem juros);
  • Valor total dos juros;
  • Total do financiamento;
  • Números de parcelas;
  • Data de vencimento
  • Valor das parcelas sem juros;
  • Valor das parcelas com juros;

Montar a planilha da maneira que você visualize a taxa de juros ou total de juros. Importante saber para negociar.

2.Saiba o que você pode pagar

Analise suas receitas e despesas com um pente fino, descubra o que você pode pagar e apenas concorde em pagar uma quantia realista. Geralmente, você pode negociar a melhor liquidação de uma dívida, se você pode chegar a um montante fixo para pagar a dívida. Se você concordar com um plano de pagamento, certifique-se de entender o valor total que pagará e conseguirá honrar no vencimento.

 

3.Pesquisar outros tipos financiamentos

Você já tem uma lista das dívidas, a taxa de juros ou total de juros e valor que consegue pagar. Vamos fazer uma pesquisa no mercado para encontramos uma menor taxa de juros. Assim vamos ter uma ideia melhor para fazermos a PROPOSTA na hora da negociação.

 

4.Fique com a sua história

A pessoa do outro lado não quer ouvir todos os detalhes sobre por que você não pode pagar suas contas. Mas eles precisam saber se você está em uma situação difícil e o que você está tentando fazer para voltar ao caminho certo. É útil apresentar algumas frases que você possa usar de forma consistente ao conversar com credores. São as seguintes frases:

“Eu estava muito doente, sem trabalho há dois meses, e agora estou tentando me deixar levar.”

“Minha esposa foi demitida e eu fiz um corte significativo no pagamento. Ela está procurando um emprego para podermos recuperar a nossa situação financeira, mas não temos dinheiro para pagar agora. “

“Minhas taxas de juros dobraram e não consigo mais acompanhar. Estou me encontrando com um advogado para ver se devo entrar em ação.

Seja sincero! Se você contar a todos uma história diferente, especialmente uma que não seja verdadeira, ela vai sair pela culatra.

5.Evite Drama

Tente ficar calmo, não importa o que a pessoa do outro lado da linha disser. Você não vai conseguir nada se perder a paciência. Se você está perdendo a calma, diga que você terá que falar com ele mais tarde e desligue. Se você precisar falar com esse representante novamente, diga que gostaria de gravar a conversa. Isso geralmente deixar a negociação fluir melhor.

 

6.Tome notas

Tenha uma caneta e papel à mão para que você possa tomar notas escritas sempre que negociar. Anote o nome da pessoa com quem você conversou, quando falou e o que foi discutido. Isso não apenas ajuda você a tirar a emoção da situação, mas também terá um registro da negociação.

 

7.Faça isso por escrito

Quando você chegar a um acordo na negociação, obtê-lo por escrito antes de você pagar. Caso contrário, os termos podem mudar e será sua palavra contra a deles. Já ouvimos falar de consumidores sendo perseguidos por valores que eles achavam que foram resolvidos antes.

 

8.Leia (e salve) seu e-mail

Não exclua os e-mails das negociações. Abra, leia e salve em um arquivo. Até conseguir a comprovação que a dívida foi quitada e é bom guarda pelo menos cinco anos.

 

9.Obtenha ajuda ao negociar

Se você está tendo problemas para chegar a um acordo, procurar o Programa de Apoio ao Superendividado do Procon, vão ajudá-lo orientar e promover a renegociação de dívidas com os seus credores. Segundo dados da instituição, o prazo entre a primeira ida do consumidor ao núcleo e a assinatura do acordo é de 60 a 90 dias, em média. E, em 76 por cento dos atendimentos feitos no programa, chega-se a acordos com os credores. Para encontrar um Procon perto devo você, acesse o site do Portal do consumidor.

 

10.Coloque o passado atrás de você

Lembre-se de que, a menos que você consiga quitar ou colocar suas contas em dia, poderá ter novamente crédito. Assim que limpar o seu nome, você poderá começar a ter um crédito melhor quando os seus débitos forem pagos. Deixando no passado está situação.

“A necessidade nunca fez bons negócios.”  Benjamin Franklin

 

Via http://portaldasfinancaspessoais.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>